quarta-feira, 28 de setembro de 2011

BRIGITTE BARDOT: 77 ANOS



Nascida em Paris, em 28/09/1934, Brigitte Bardot é talvez a francesa mais famosa desde Joana D’arc e incendiou a imaginação dos homens e a inveja das mulheres nos anos 50 e 60. Iniciou a vida artística como modelo, sendo descoberta por Roger Vadim aos 15 anos, enquanto folheava um exemplar da revista Elle. Três anos depois estavam casados. Foi com Vadim que estrelou seu primeiro sucesso, E Deus criou a mulher... (1956), filme que causou escândalo e onde ela exibia sua nudez com rara naturalidade. O escândalo não foi tanto pelas cenas de nudez, mas pelo clima de sensualidade e o ar falsamente despretensioso de Brigitte. Com o filme, o casamento dos dois chegou ao fim. Em 1987, o mesmo Vadim refilmou E Deus criou a mulher... (agora com Rebecca DeMornay), mas sem o mesmo sucesso.



O sucesso só aconteceu em 1956, mas Brigitte já tinha participado de 15 outras produções, começando com Manina – A moça sem véu (1952), que seu pai tentou proibir, por que nele a filha aparecia num sumário biquíni.



Foram 21 anos de cinema e 43 filmes, sendo o último deles A alegre vida de Colinot (1973), uma frustrada tentativa de se lançar como cantora e uma vida sentimental conturbada. Foi casada também com o ator Jacques Charrier, com quem teve seu único filho, Nicolas e com o milionário Gunther Sachs, entremeados com romances com Jean Louis Trintgnant, Bécaud, o cantor Sacha Distel, o ator Samy Frey e o empresário marroquino Bob Zagury, com quem esteve no Brasil em 1963. Mas isso tudo a tornava muito infeliz e por isso tentou o suicídio por três vezes até os anos 70. Só encontrou a paz quando abandonou o cinema e começou a se dedicar às causas ecológicas e à proteção dos animais.

Fonte de consulta: Astros e estrelas e seus filmes em vídeo.




Filmografia completa:


1. A alegre vida de Colinot (1973) .... Arabelle
2. Se Don Juan Fosse Mulher (1973) .... Jeanne
3. As Petroleiras (1971) .... Louise
4. Boulevard du Rhum (1971) .... Linda Larue
5. As Noviças (1970) .... Agnès
6. L'ours et la poupée (1970) .... Felicia
7. Les femmes (1969) .... Clara
8. Shalako (1968) .... Irina Lazaar
9. Histórias Extraordinárias (1968) .... Giuseppina
10. Eu Sou o Amor (1967) .... Cecile
11. Viva Maria! (1965) .... Maria I
12. Une ravissante idiote (1964) .... Penelope Lightfeather
13. O Desprezo (1963) .... Camille Javal
14. O Repouso do Guerreiro (1962) .... Geneviève Le Theil
15. Vida Privada (1962) .... Jill
16. Amores Célebres (1961) .... Agnès Bernauer
17. Uma Mulher Sem Freio (1961) .... Sophie
18. A Verdade (1960) .... Dominique Marceau
19. L'affaire d'une nuit (1960) (sem créditos) .... Woman in Restaurant
20. Você Quer Dançar Comigo? (1959) .... Virginie Dandieu


21. Babette s'en va-t-en guerre (1959) .... Babette
22. La femme et le pantin (1959) .... Eva Marchand
23. Amar é Minha Profissão (1958) .... Yvette Maudet
24. Vagabundos ao Luar (1958) .... Ursula
25. Uma Parisiense (1957) .... Brigitte Laurier
26. E Deus Criou a Mulher (1956) .... Juliete Hardy
27. A Noiva Era de Gritos (1956) .... Chouchou
28. Desfolhando a Margarida (1956) .... Agnès Dumont
29. Mio figlio Nerone (1956) .... Poppea
30. Uma Diabo de Saias (1956) .... Brigitte Latour
31. Helena de Tróia (1956) .... Andraste
32. La lumière d'en face (1955) .... Olivia Marceau
33. As Grandes Manobras (1955) .... Lucie
34. A Noiva do Comandante (1955) .... Hélène Colbert
35. Futures vedettes (1955) .... Sophie Dimater
36. O Ambicioso (1955) (sem créditos) .... La femme du témoin au
37. Le fils de Caroline chérie (1955) .... Pilar d'Aranda
38. Tradita (1954) .... Anna
39. Se Versalhes Falasse (1954) (sem créditos) .... Mademoiselle
40. Um Gesto de Amor (1953) .... Mimi

41. Le portrait de son père (1953) .... Domino
42. Le trou normand (1952) ... Javotte Lemoine 
43. Manina - A mulher sem véu (1952) .... Manina



3 comentários:

  1. Oi, amigo, vejo que já está tudo bem. Que ótimo. Já o linkei novamente. Abraços,

    O Falcão Maltês

    ResponderExcluir
  2. Ela era muito linda! Charmosa, com seu jeitinho inocente. Fez bons filmes, também. Mas hoje em dia eu a admiro ainda mais, pela sua luta em defesa da Natureza, dos animais! Grande BB!

    ResponderExcluir