quarta-feira, 31 de março de 2010

SEMIÓTICA: OS SÍMBOLOS E SIGNOS DO CINEMA








Irmãos Lumiére
O cinema surgiu em 1895 pelos irmãos Lumière. No início, os filmes tinham no máximo um minuto de duração e não contavam uma história propriamente dita. Eram acontecimentos, como a saída dos empregados da fábrica dos irmãos Lumière, a chegada de um trem à estação, um bebê comendo, a derrubada de um muro.

A câmera ficava parada. Com o passar dos anos apareceu o cinema de ficção, mas sem muitas inovações á que eram os atores que se movimentavam para ficar no enquadramento enquanto a câmera ficava parada, mas esse detalhe foi sendo resolvido aos poucos.

O cinema só se tornou sonoro em 1929, quando passaram a ser usados 24 quadros por segundo e a fala podia ser sincronizada com a imagem.

Os signos visuais, segundo Pierce dividem-se em:
* Ícones - Tem, uma semelhança física com o referente (o objeto que deu origem à imagem), mesmo que ele não seja visualizado no momento, como exemplo imaginar uma mesa e desenhá-la.
* Índices - O objeto precisou existir. Como exemplo, os passos de um pássaro na areia, o cheiro de feijão queimando, o rosto abatido de uma pessoa.

* Símbolos

Os signos plásticos são: luz, volumes, formas, profundidade, a textura. Ex.: uma faca e a representação que ela pode ter dependendo do interesse do diretor e até ser usada posteriormente para um assassinato.

Os significados plásticos são:
- Quadro, enquadramento;
- Ângulo da tomada - dependendo do ângulo em que a tomada é feita, pode-se enaltecer algum personagem com a câmera filmando de baixo pra cima, ou diminuí-lo filmando de cima para baixo;
- Escolha da objetiva;
- Composição;
- Formas - verticais, dimensões, cores, iluminação, textura;

A luz também é uma linguagem.
O plano e as tomadas de cena são compostas de três parâmetros:
1 - A fotografia;
2 - O quadro;
3 - A duração do plano, desde o momento em que se liga a câmera até desligar.

A mesma cena pode ser composta por vários planos e descreve uma ação que inicia e depois termina.

Existem diferentes tipos de películas coloridas, que produzem diferentes tipos de contraste de cores, como o technicolor com suas cores vivas. Os soviéticos utilizavam suas próprias películas, com baixo contraste e dominantes azul-verde.

A tonalidade das cores pode ser mudada em laboratório, ou mais recentemente por computador. O vermelho pode se tornar mais vivo ou desbotado. Para esse fim também existem os filtros para as câmeras, como a noite americana, utilizada para filmar cenas noturnas durante o dia.

4 comentários:

  1. Os signos dividem-se não em 2, mas em 3 classificações, segundo Pierce:
    1. Ícone
    2. Índice
    3. Símbolo

    ResponderExcluir
  2. É verdade, os signos são 3, segundo Pierce. Já consertei na postagem. Obrigado pela dica. Pode ficar à vontade para opinar.

    ResponderExcluir
  3. Preciso saber um trabalho de faculdade e escolhi o tema cinema, mas estou meia 'perdida' para unir cinema e simótica da cultura! Tem como vc me dar uma ajuda?! Agradeço desde já!

    Ótimo blog :)

    ResponderExcluir
  4. Você pode falar da semiótica no conceito geral e depois direcioná-la para algum filme ou diretor específico, já que os diretores costumam ter um estilo identificável em todos os seus filmes. Dá uma olhada na postagem A SEMIÓTICA DE TUDO SOBRE MINHA MÃE nesse blog. Talvez ajude... Abraços

    ResponderExcluir