terça-feira, 10 de maio de 2011

FRED ASTAIRE


Se estivesse vivo, Fred Astaire completaria hoje 112 anos. Nascido Fred Austerlitz em Omaha (Nebraska, EUA) em 10 de maio de 1899. Aos sete anos começou a dançar profissionalmente com sua irmã, Adele. De 1918 a 1931 atuou em diversos musicais da Broadway. Dois anos depois estreou no cinema num pequeno papel em Amor de dançarino (1933), ao lado de Clark Gable e Joan Crawford. Apesar de ter dançado ao lado de Cyd Charisse, Vera Ellen e Rita Hayworth, mas o sucesso só aconteceu quando ele encontrou sua parceira pefeita, Ginger Rogers, com quem estrelou vários musicais dos anos 30, como o clássico O picolino (1935).


Durante os anos 40 e 50, atuou em diversos musicais da Metro, entre eles, Desfile de Páscoa (1948), Bodas reais (1951) e Meias de seda (1957). Nesses filmes ele dá shows de sapateado, balé, jazz e malabarismos acrobáticos.

Casou uma única vez, em 1933 com Phyllis Baxter Potter, com quem teve três filhos (dois dos quais se suicidaram). O casamento só acabou quando Phyllis morreu em 1954.

Vendo tamanho sucesso, quem imaginaria que um caçador de talentos teria dito que ele não sabia representar, nem cantar e ainda era meio careca. Mas ele não desistiu até se tornar uma lenda dos anos dourados de Hollywood e o maior dançarino do cinema. Era muito perfeccionista e além de criar suas coreografias, também opinava a respeito de como os números de dança deveriam ser filmados, musicados e editados, cuidando de cada detalhe. Faleceu em 27/06/1987, em Los Angeles, vítima de pneumonia.

video



Um comentário:

  1. Adoro essa época do cinema. Fred Astaire e Ginger Rogers, dupla maravilhosa. Amo dança. Lindo post!

    Abraço.

    ResponderExcluir